Notícias

EMASA anuncia novos investimentos para garantir um bom funcionamento no abastecimento

Acompanhando a atividade diária de tratamento da água e abastecimento da comunidade, a EMASA também encontra-se empenhada em medidas preventivas, com o objetivo de minimizar problemas e imprevistos que inevitavelmente ocorrem com alguma frequência. Com isso, funcionários e Diretoria tem tomado iniciativas para agilizar o atendimento a ocorrências, além da realização de investimentos importantes na estrutura e maquinário usados diariamente nos serviços.

Na maior parte, esses investimentos são preventivos e estratégicos. A empresa tem adquirido equipamentos e peças importantes, que ficarão disponíveis para a utilização em caso de quebra e desgaste. Boa parte desse equipamento é de difícil aquisição, alguns deles demandando até 90 dias entre a encomenda e a entrega. Com a aquisição antecipada dos mesmos, o tempo de manutenção torna-se reduzido, evitando longos períodos com o sistema de abastecimento parado.

Esse maquinário deverá ser distribuído nos nossos 3 principais centros de captação e tratamento. Para a Captação Castelo Novo estão sendo enviados dois TRANSFORMADORES (de 750Kva e 1500Kva), que permitirão a ampliação da produção, dos atuais 300l/s para 500l/s (litros por segundo); um DISJUNTOR A VÁCUO, que permitirá o acionamento remoto do sistema, sem a necessidade do envio de profissionais ao local, o que, além de reduzir o tempo de interrupção, também garante maior segurança para os funcionários. Castelo Novo também ganhou uma nova VÁLVULA BORBOLETA e terá recuperada a CARCAÇA DA BOMBA 8LN21, material que encontra-se desgastado devido ao alto grau de salinidade da água captada durante o ano passado.

A Estação de Tratamento de Água (ETA), principal unidade da Emasa, será beneficiada com duas medidas que a manterão dentro das exigências do Ministério da Saúde: a substituição do MATERIAL FILTRANTE, que reduzirá o índice de turbidez da água e a implementação de ANÁLISES SEMESTRAIS, acompanhando os níveis de qualidade da água bruta e tratada. Também serão instalados os MÓDULOS TUBULARES que ficaram incompletos, o que elevará o processo de clarificação da água e da estética da ETA.

Na Estação de Tratamento de Ferradas, responsável principalmente pelo abastecimento no setor Oeste da cidade, os investimentos também serão substanciais, com a aquisição de um MOTOR 300CV, que trabalhará em conjunto com o que atualmente está em funcionamento. Por sinal, o MOTOR 175CV será beneficiado com um essencial serviço de rebobinamento. Com esses dois mecanismos em pleno funcionamento, além de triplicar a atividade naquela estação, também representará economia no uso de energia elétrica, já que a captação passará a ser local. Finalmente, será aberta uma LICITAÇÃO PARA SERVIÇOS DE ENGENHARIA, que proporcionará uma nova fase de serviços, serviços esses já previstos na ocasião da inauguração de dois condomínios residenciais (Jubiabá e Gabriela), quando foi feito um TAC entre a Emasa e a construtora responsável, em audiência com a Superintendência da Caixa Econômica Federal.

Todos esses investimentos realizados pela Emasa são considerados pela Diretoria Técnica como essenciais para o bom funcionamento do sistema de captação e distribuição de água em Itabuna, antecipando-se à provável escassez hídrica pela qual toda a Região Cacaueira deverá passar nos próximos anos. São recursos próprios, provenientes da arrecadação feita pela empresa através da conta de água, incluindo aí a tão comentada Tarifa de Esgoto. A estratégia da nova gestão da Emasa é o planejamento e o uso criterioso dos recursos em benefício do nosso maior patrimônio: a população de Itabuna.

Adicionar comentário

Click here to post a comment

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: